jump to navigation

06>Cânion Bandeirinhas>16.10.05 maio 20, 2006

Posted by bttgeraes in 1.
trackback

………………………………………………………………………………….

Ficha Técnica

Localidade: Santana do Riacho – MG
Data: 16 de Outubro de 2005
Distância Total: 33km, em 5:30 horas
Reabastecimento d’água: sim
Sinal de Celular: fraco
Tipos de via:
estrada de asfalto: 6%
estrada de terra: 8%
estrada de terra vicinal: 48%
trilha em campo: 32%
trilha em mata: 6%
Navegação: média
Nível de Dificuldade: intermediário
………………………………………………………………………………….

Fogo no Cerrado

Mesmo após o ataque de um dia inteiro a Gavião Andorinhas, ocorrido no dia imediatamente anterior, o cipó prometia mais. Um passeio no parque não faria mal nenhum, já que é difícil para mim matar a saudade de pedalar por aquela região. Acordei cedo e perto das 9h eu já estava no asfalto, em direção ao parque. O amigo que “ficou de ver se daria conta de ir” resolveu ficar estudando.

dsc02577

Sozinho, peguei rápido demais a entrada para o Parna e percebi muito tarde minha falha: eu não trazia nenhum alimento. Água não seria o problema, pois o parque é dotado, na entrada, de bebedouros. Mas e para comer? Eu almejava o Cânion das Bandeirinhas, mas sem comida o passeio ficaria sofrido. Foi pensando nisso que cheguei ao parque. Um cheiro distante de fumaça e a falta de vento enchiam o lugar de uma sensação estranhamente parada. O calor castigava. O céu parecia denso e filtrava a luz, que parecia não chegar diretamente no solo. O sol forte produzia uma luz muito clara e intensa, e por vezes as sombras difusas pareciam fugir, o que tingia tudo de um branco chapado.

emblema2

Juntas, a vontade de fotografar e a fome me apresentaram a uma popular frutinha do cerrado. A cagaita abundava na rústica recepção do Parna. Eugenya Dysenterica é o nome cietífico desta planta, cuja casca grossa, negra e enrugada tem ainda propriedades medicinais. Não demorei a descobrir a árvore que me forneceria os frutos mais doces e carnosos. Enchi uma pequena sacola, e assim a fome eu poderia enganar. Veríamos o que me esperava mais à frente.

dsc02598

A trilha baixa estava tradicionalmente molhada, menos para os pés já experientes e os pedais calejados pelos caminhos, já velhos conhecidos. A lama preta e as pedras brancas fazem a beleza dos campos rupestres da região. O sol inclemente era companheiro constante pelos campos, e ao longe a fumaça já dava idéia do que ocorria. A secura e a longa falta de uma chuva mais consistente prepararam o cenário ideal para um incêndio de grandes proporções em um lugar isolado do parque.

dsc02609

Sozinho e com pouca comida, resolvi desviar para a esquerda, em direção aos lagos. Com grande felicidade encontrei, além de belas lagoas cheias, também o caminho que leva ao atrativo do dia anterior. Entretanto, como eu não estava preparado para um ataque tão longo, o programa permaneceu no campo das possibilidades.

Retomando o caminho em direção ao rio Cipó, passei direto pela erosão que marca a entrada para a cachoeira da Farofa. O caminho estava propício ao BTT e o contraste de luz se acentuava à medida que o sol subia no firmamento. Cheguei ao rio e concluí que não seria sensato continuar sozinho. Resolvi refrescar o corpo e decidi que ali seria o ponto máximo do ataque. Por falar em ataque, os mosquitos dolorosamente se faziam presentes. As frutas, colocadas no rio para que esfriassem, fizeram seu papel. Agora era voltar.

atravessa-mascates2

O retorno transcorreu sem problemas, numa toada forte e constante. Aproximando-me da entrada do Poço Azul, não pude deixar de notar uma máquina voadora que estava estacionada: um helicóptero da Polícia Militar. Perto dela uma kombi e, ao volante, o diretor do Parna. Dois soldados militares colocavam mantimentos que alimentariam e manteriam alertas os homens que combatiam o incêndio, ao longe. Aguardei sua decolagem e parti.

dsc02623

Alguns quilômetros ainda me separavam da civilização, e eu me despedia de um parque envolto em fumaça com o desejo de que a chuva viesse para auxiliar no combate ao fogo, que, segundo soube, já ardia há vários dias.

dsc02603

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: