jump to navigation

08>Abraão – Dois Rios>28.12.05 maio 20, 2006

Posted by bttgeraes in 1.
trackback

………………………………………………………………………………….

Ficha TécnicaLocalidade: Angra dos Reis – RJ
Data: 28 de Dezembro de 2005
Distância Total:
20km, em 4horas
Reabastecimento d’água: sim
Sinal de Celular: não
Tipos de via:
-estrada de terra: 99%
-calçamento: 1%
Navegação: fácil
Nível de Dificuldade: fácil
………………………………………………………………………………….

28122005_4_g-793660.jpg

Introdução

Depois de um ano de muito trabalho (e diversão) o reveillon pedia algo especial. As férias da Bella coincidiram com as minhas, fato raro e que devia ser bem aproveitado.

Já no final de 2005, inspirados pelo BTT Geraes, ouvimos o chamado das montanhas. E as que chamaram mais alto foram umas distantes, fora do continente. Desportando da baía de Angra dos Reis, a Ilha Grande nos esperava.

pan_doisrios_g-705063.jpg

Vários fatores influenciaram na decisão, como o fato da Ilha ser uma antiga conhecida (já visitei-a 4 vezes, a primeira em 1996), mas nunca ter ido com uma BTT. Depois de percorrer exatos 526km entre BH e Angra e encarar 1:30 de balsa – com as BTTs + malas – desembarcamos na Ilha Grande às 16:00 do dia 27 de Dezembro de 2005. Uma viagem inesquecível e realmente única estava começando.

Um BTT do tamanho da Ilha Grande

A rota para Dois Rios consiste basicamente em uma subida e uma descida. Simples asssim. Por isso mesmo, e por ser em estradão, optamos por cumprí-la no início da viagem. A praia de Dois Rios é voltada para o mar aberto, ao contrário do Abraão, nosso ponto de partida. Assim, durante o percurso atravessamos a ilha num dos seus pontos mais estreitos.

Deixamos o camping às 10:15, e em 8 min. já estávamos iniciando a subida. Ao longo da estrada, vários pontos para abastecimento de água. Refresco pro corpo e pra visão. Seguimos pela estrada que antigamente era utilizada para transportar os detentos até o presídio hoje desativado e demolido. Conclusão: NADA de single-tracks ou trilhas em mata fechada. Mas nem por isso o trajeto se torna monótono. As belas imagens proporcionadas pela mata atlântica hiper-úmida somadas à sombra constante durante quase todo o caminho nos fazem inspirar o ar com vontade, ânimo.

28122005_5_g-786461.jpg

28122005_1_g-715456.jpg

Em 40 minutos, atingimos o mirante. Dali, pudemos ver toda a enseada do Abraão – local de maior população e estrutura da ilha – onde estamos alojados. Algumas paradas e paisagens maravilhosas depois e estamos no ponto mais alto da trilha. Passamos entre duas grandes formações rochosas num vale incomum, elevado. Daqui pra frente, é cavucar na descida até os coqueiros que dão as boas vindas à vila do presídio, já em Dois Rios.

28122005_2_g-706921.jpg

28122005_3_g-799677.jpg

Vila de Dois Rios

28122005_6_g-762543.jpg

28122005_7_g-754543.jpg

Aqui residiam os funcionários da antiga casa de detenção desativada em 1994 e parcialmente demolida. Hoje, vários militares aposentados convivem no local com ex-detentos, que terminam de cumprir pena, agora fora da prisão. Algumas residências funcionam como restaurantes caseiros durante a alta temporada. PF com arroz, feijão, salada, farofa e o “peixe-da-vez”. Comida realmente saudável e surpreendentemente barata.

O resto das casas está abandonada. Em cada uma das pontas da praia deságua um rio, daí o nome do nosso destino. Na areia ou no mar, Dois Rios hoje é só tranquilidade e paz.

28122005_8_g-747481.jpg

Passadas quase 4 horas de relax e depois de um almoço caseiro sem igual, entramos no estradão para retornar ao Abraão. A trilha de volta é bem mais puxada no início. Os pedregulhos provenientes da demolição do presídio foram espalhados pela estrada, dificultando a fluência. O objetivo seria evitar que os três únicos veículos automotores presentes na ilha – as Bandeirantes da UFRJ – atolem. Com o distanciamento de Dois Rios, o chão vai ficando novamente regular, e rendemos bem.

Em 1 hora atingimos novamente o ponto culminante. Por causa da ausência de pedestres na volta, a descida dessa vez é alucinante, nível Caraça. A mata passa voando, elevando o nível do BTT – e da adrenalina. 4km de lazer extremo e em 12min. estamos de volta ao Santana’s Camping.

28122005_10_g-733673.jpg

Agora é preparar a janta, passar uma prosa com os outros campistas e planejar a próxima rota. Claro, depois de uma noite de descanso. Afinal, a Ilha Grande não tem limites, mas nós temos.

Anúncios

Comentários»

1. Tom - janeiro 13, 2007

Lindo esse lugar, mano.

2. Marcio Verissimo - agosto 19, 2008

Olá!
Gostei do artigo sobre a caminhada Abraão x Dois Rios.

Só uma pequena correção.

O percurso tem 8,3km e a caminhada dura apenas 2h30min no
máximo, sem pegar o atalho.
Eu moro em Angra dos Reis, por isso posso garantir a veracidade da informação.

De resto seu texto está muito legal. Abraços.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: