jump to navigation

Parques Fechados (MG)

Lista do Instituto Estadual de Florestas aponta 18 parques estaduais fechados por falta de estrutura para atender o visitante e garantir a preservação do patrimônio natural.

Criados por decreto nos últimos 20 anos, 18 parques estaduais estão fechados
em Minas Gerais. A lista está no sítio do Instituto Estadual de Florestas (IEF), órgão da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) responsável pela administração das unidades de conservação. A maioria tem problemas fundiários e falta de infra-estrutura, como portaria e alojamentos, além de poucos funcionários para fiscalização.

Um exemplo é o Parque Estadual do Sumidouro, criado em 1980, entre lagoa Santa e Pedro Leopoldo, que até hoje não se tornou realidade. Sua implantação voltou a ser discutida no início deste ano devido aos investimentos do governo do estado no desenvolvimento da Região Norte da Grande BH. O parque é de grande importância arqueológica e hídrica – guarda várias cavernas, pinturas rupestres e um dos mais importantes aquiferos do estado – e sua implantação deve ocorrer
em breve. O perímetro previsto está dentro da Área de Proteção Ambiental Carste da Lagoa Danta (APA), unidade federal, administrada pelo IBAMA.

Uma nova rodada de debates está prevista para avaliar a importância da implantação do Sumidouro e também os mecanismos de desapropriação. As datas ainda não estão acertadas. No entanto, os moradores de áreas delimitadas como sendo do parque, como no bairro da Lapinha,
em Lagoa Santa, e bairros Fidalgo e Sumidouro, em Pedro leopoldo, lamentam por não saber o que vai acontecer. A comunidade, que tem como ganha-pão a extração de pedra e pequenas hortas, está assustada.

Acontece que muitas famílias nasceram e cresceram ali e não sabem, por exemplo, como serão as desapropriações. É fundamental a implantação do parque, para proteger o tesouro e riqueza de biodiversidade que a região abriga, mas a comunidade tem que ser ouvida,

A maioria dos parques não implantados no estado ainda não tem plano de manejo, infra-estrutura básica, além de projetos de prevenção e combate a incêndios, caça e invasões. Não existem recursos financeiros para gertenciar as atividades nas unidades. Mas de acordo com o IEF, dos 18 parques fechados, 12 estão com os planos de manejo em andamento e e três já os têm.

lista das unidades de conservação

BALEIA > criado em 06/07/1988,
em BH. Abriga seis nascentes usadas pela população do Aglomerado da Serra, maior favela da capital;

BIRIBIRI > criado em 02/09/1998, em Diamantina, Cerrado, Campos rupestres e matas de galeria. Muitas espécies ameaçadas de extinção, como o lobo-guará e a onça parda;

CAMPOS ALTOS > criado em 05/11/2004,
em Campos Altos, no Alto Paranaíba. Campos, cerrado, florestas. Flora: peroba-rosa, jequitibá-rosa e jacarandá. Fauna: porco-do-mato, veado-mateiro, paca e mutum;

SUMIDOURO > criado em 03/01/1980,
em Lagoa Santa e Pedro Leopoldo, próximo à grande BH. Patrimônio arqueológico, cultural e natural. Vegetação: mata de galeria e cerrado. Fauna: raposa, veado-catingueiro. A Lagoa do Sumidouro tem grande importância hidrológica, com 15km de perímetro;

GRÃO MOGOL > criado em 22/09/1998,
em Grão Mogol, norte do estado. Relevo Montanhoso, cortado por chapadas. Os campos de sempre-vivas e os vales dos Rios do Bosque e Ventania são pontos marcantes;

LAGOA DO CAJUEIRO > criado em 08/10/1998,
em Matias Cardoso, norte de MG, Ilha do Cajueiro e planícies ligadas à calha do Rio São Francisco são o destaque. Fauna: anta, onça pintada, sucuri, jacaré-do-papo-amarelo e tamanduá;

MATA SECA > criado em 20/12/2000, em Manga e Itacarambi (norte). Formações vegetais distintas, entre os domínios do cerrado e da caatinga;

PICO DO ITAMBÉ > criado em 21/01/1998
em Santo Antônio do Itambé, Serro e Serra Azul de Minas, centro do estado. Cachoeiras e nascentes de rios das bacias do Jequitinhonha e Doce. Campos rupestres e cerrado, espécies endêmicas de orquídeas;

RIO CORRENTE > criado em 17/12/1998, em Açucena, leste. Capoeiras e matas abrigam mais de 20 nascentes de ribeirões e córregos que compõem a bacia do Rio Doce. Animais: mutum-do-sudeste, capivara, jacu e raposa;

SERRA DA CANDONGA > criado em 17/12/1998 em Guanhães, leste do estado. Abriga nascentes e mata atlântica, com espécies como braúna, quaresmeira, canela, garopa e angico. Fauna: macacos, quati, lontra, catitu, sabiá, trinca-ferro e curió;

SERRA DAS ARARAS > criado em 21/01/1998,
em Chapada Gaúcha, norte. Destaque para os paredões,veredas, matas ciliares, nascentes e sítios geomorfológicos, que funcionam como habitat e criadouro natural da arara-vermelha e arara-canindé, atualmente ameaçadas de exinção;

SERRA DO CABRAL > criado em 29/09/2005, em Buenópolis e Joaquim Felício, centro do estado. Divisor de águas entre os Rios das Velhas e Jequitaí, afluentes do São Francisco. Sítios arqueológicos com pinturas rupestres;

SERRA DO PAPAGAIO > criado em 05/08/1998 em Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto, sul de MG. Mata atlântica e nascentes de rios formadores da bacia do Rio grande. Fauna: onça-parda, muriqui, lobo-guará e papagaio-do-peito-roxo;

SERRA NEGRA > criado em 22/09/1998, em Itamarandiba, Jequitinhonha. Flora: cedro, braúna, ipês, perobas, jacarandá, vinhático, canela-de-ema. Abriga nascentes das bacias dos Rios Jequitinhonha e Araçuaí, além de alguns tributários do Rio Doce;

SERRA NOVA > criado em 21/10/2003,
em Rio Pardo de Minas, norte. Topografia irregular, grotas, morros e nascentes do Ribeirão São Gonçalo, dos Rios Ventania, Suçuarana, Bomba, Ladim e do Córrego da Velha;

SETE SALÕES > criado em 22/09/1998, em Resplendor, Santa Rita do Itueto, Conselheiro Pena e Itueta, leste do estado. Flora: mata atlântica, campos rupestres e floresta de candeias. Pico dos Sete Salões: 1.135m;

VERDE GRANDE > criado em 08/10/1998,
em Matias Cardoso, norte. Vegetação: floresta sub-pernifólia, floresta estacional decidual, caatinga arbórea e caatinga arbustiva;

VEREDAS DO PERUAÇU > criado em 27/09/1994, em Januária, norte. Flora: caatinga, veredas, cerrado e matas ciliares do Rio Peruaçu. Fauna: mais de 250 pássaros catalogados.

Adaptado por:: Diogo

Fonte: ESTADO DE MINAS :: Cristiana Andrade

Comentários»

1. sebastiao de oliveira mariano - setembro 2, 2010

prezado senhores do IEF QUERO O MAPA DA MATA DA BALEIA COM OS CAMPO DE FUTEBOL QUE ESTAO SITUADO
NA MATA
OBRIGADO


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: