jump to navigation

Por que você pedala?

(adapatado do texto de Rafael Baena Neto, que me chegou pela internet)

“Por que você pedala? Porque é gostoso? Porque emagrece?

Então fique sabendo que pedalar pode trazer a você um benefício bem maior do que endorfinas a mais e gordurinhas a menos.

Pedalar pode transformar você num cara mais legal.
Ou como diriam os budistas, num cara iluminado, um ser humano mais desenvolvido e tal.

A bicicleta vai te conduzir a um estado de consciência superior, irmão. Não estamos falando de religião. É outra coisa.

E não me chame de guru, porque quem vai fazer isso é o esporte e não eu. Os resultados começarão a aparecer logo depois da primeira pedalada mas leva bem uns dez anos para a grande transformação. Você vai se tornar um cara admirado e o melhor: não vai dar a mínima para isso.

Legal, não?

Então vamos lá, pequeno gafanhoto, colha estas linhas de conhecimento plantadas pelos bttistas que o precedem e conduza sua própria evolução nesta senda.

Sorria. Quando quebrar a bicicleta do seu amigo no meio da trilha, sorria.

Quando encontrar seus companheiros de pedal, sorria. E sorria naquele subidão com sol escaldante. Aquela cara de atleta macho de comercial de Gatorade não vai tornar as coisas mais fáceis e, hoje em dia, não engana mais ninguém.

Seja auto-suficiente. Leve toda água de que vai precisar, todas as Barras energéticas, as ferramentas, bomba de encher pneu e câmaras de ar sobressalentes. Não tem nada mais chato do que um escroque que não leva nada para não ter que carregar peso e melhorar sua performance.

Seja generoso. Ofereça com humildade suas frutas cristalizadas, água e se disponha a ajudar seus companheiros em dificuldade.

Lembre-se que o escroque é ele (se for o caso) e não você.

Aprenda a fazer a manutenção da sua própria bicicleta.

E faça. Pelo menos o básico: limpeza e lubrificação, regulagem de câmbio e freio, mesmo que Gaste dias para isso.

Respeite o trabalho do mecânico. Não queira saber mais que ele. E se souber, fique quieto.

Mantenha sua btt sempre em boas condições, mesmo que ela seja antiga. Uma vez fui pedalar com um cara que tinha a lateral dos pneus toda desfiada, a câmara saía em vários pontos do pneu, formava uma bolha e estourava. Não havia manchão que desse conta.

Nunca pergunte quanto seu amigo pagou na bicicleta nova. Pode ser uma ofensa grave.

Seja honesto quando for vender sua bici e peças.

Prefira produtos de empresas que patrocinam ciclistas.

Durante as pedaladas, drops e saltos, elogie o desempenho dos outros camaradas, mesmo os menos experientes.

Cumprimente os desconhecidos que passarem por você.

Ciclistas ou não. E principalmente aquele tiozinho numa carroça ou a cavalo que mora ali no meio do mato. Você é que é o estranho e está na casa dos outros!

Jamais diga para sua esposa ou namorada que o btt é mais ou menos importante que ela. Diga apenas que são coisas absolutamente diferentes e por isso não se comparam. Se você realmente achar que a bici é mais importante que sua mulher, provavelmente você está com a mulher errada ou tem problemas de auto-afirmação.

Pedale em direção ao pôr do sol pelo menos uma vez na sua vida.

Pedale na chuva, na lama, no frio, à noite, sob sol escaldante, de madrugada. Explore todas as sensações. E sinta a alegria de poder estar ali. Aliás, agradeça papai do céu por você ter a saúde necessária pra poder pedalar. Lembre- se: sem saúde, tudo fica mais difícil.

Faça sua viagem de peregrinação (de bicicileta, lógico).

Tome cuidado para não passar mais tempo lendo revista de bicicleta do que pedalando.

Feche as porteiras e leve seu lixo sempre. Nada mais incoerente do que ciclista que diz adorar aquela linda paisagem no fim de uma subida e lá em cima ajudar a “decorar” a paisagem com garrafas de água, embalagens de barra de cereal e detritos diversos.

Ensine uma criança a andar de bicicleta. Ela nunca mais vai esquecer você (filho seu não conta).

Invente uma boa desculpa e mate uma manhã no trabalho para ir pedalar. Você não acredita como isso vai fazer se sentir vivo.

Se você tem mais de dez anos de pedal, faça uma tatuagem com tema de bicicleta. Se tem menos tempo, não ouse. Você pode resolver mudar de esporte e não ter nada para dizer.

Não se compare. Sempre vai haver um cara melhor e um pior que você. Nunca reclame.

Só fale sobre btt entre bttistas. Para as outras pessoas, limite-se a responder só o que perguntarem. Nunca toque no assunto, seu chato!”

Notas do editor: não concordo com tudo, mas concordo bastande com um monte de coisa. Substituí todos os “bikes” e “bikers” por bicicletas, bicis, btt ou bttistas. Corrigi também alguns deslizes de digitação e/ou ortografia. Incrementei o pedaço onde ele escreve sobre o lixo. Espero que o autor compreenda.

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: